Web address: http://www.abcdamassagem.com.br/dic-espo.htm

    *OS COMPROMETIMENTOS DA COLUNA QUE, COMO ESPONDILOTERAPEUTAS, PODEMOS TRATAR, PODEM DIVIDIR-SE EM 3 CATEGORIAS PRINCIPAIS:  NERVOSOS (SNP), SIMPÁTICOS (SNA) E CIRCULATÓRIOS, ALÉM DE VÁRIAS SUB-CATEGORIAS .

OS NERVOSOS

-RAIZ POSTERIOR.
-RAIZ ANTERIOR.
-SNA SIMPÁTICO.

CIRCULATÓRIOS


OS DAS ARTÉRIAS VERTEBRAIS.                                                                                                                                                            

OS COMPROMETIMENTOS DISCAIS PODERÃO SER:

                                                                                                                                                                                    
-DISCO DESIDRATADO;
-DISCO PROJETADO (SEM ROMPIMENTO DOS ANÉIS);
-HÉRNIA DISCAL  - DISCO PROTRUSO (COM ROMPIMENTO DE ANÉIS);.
*A ADEC  ( Alterações nos Desvios do Eixo da Coluna) PROVOCADAS PELA  MP (má postura) PODE ESTAR:
-NO TRABALHO;.
-NO LAZER
;.
-NO DESCANSO
.
*AS DORES POSTERIORES (FACETÁRIAS) DE COLUNA COSTUMAM OCORRER NO INÍCIO, MEIO E FIM DE CADA CURVA DA ESCOLIOSE SOCIAL;                                                                        *QUANDO NO INÍCIO E NO FIM DE UMA CURVA DA ESCOLIOSE SOCIAL  A DOR SE IRRADIARÁ PARA O LADO MAIS ALTO (PELVE, ESCÁPULA OU LINHA DA NUCA)  E QUANDO NO MEIO DA CURVA DA ESCOLIOSE SOCIAL, PARA O LADO CÔNCAVO (lado de dentro);
*PARA SE DEVOLVER  AS CURVATURAS "NATURAIS  DAS REGIÕES ONDE HOUVERAM AS ALTERAÇÕES NECESSITAMOS DEFINIR: QUAL A "CRISTA ILÍACA" (LADO DA CINTURA PÉLVICA) QUE ESTÁ  MAIS ALTA E QUAL O OMBRO (CINTURA ESCAPULAR) QUE ESTA MAIS ALTO (FAZER A MEDIÇÃO COM O PACIENTE DEITADO EM DECÚBITO VENTRAL);  *QUANDO O LADO MAIS ALTO DA "PELVE" FOR O MESMO DO OMBRO MAIS ALTO TEREMOS, ENTRE OS DOIS, UM "S"- (escoliose compensada);
*QUANDO O LADO MAIS ALTO DA CINTURA PÉLVICA FOR OPOSTO AO OMBRO MAIS ALTO TEREMOS, ENTRE OS DOIS, UM "C";
*A PERNA MAIS TENSA MOSTRARÁ O LADO MAIS ALTO DA PELVE;
*A PERNA APARENTEMENTE MAIS CURTA DEVERÁ SER TAMBÉM A MAIS TENSA. SE ISTO NÃO OCORRER, PROVAVELMENTE SERÁ APROPRIADO SOLICITAR AO MÉDICO UMA ESCANOMETRIA;
*OS PASSOS PARA A APLICAÇÃO DO PROTOCOLO  ESPONDILOTERÁPICO SÃO:

AVALIAÇÃO -COLETA DE SINAIS E SINTOMAS NEUROCIRCULATÓRIOS;

INTERPRETAÇÃO DOS SINAIS E SINTOMAS;

DEPENDENDO, PROCURAR UM HISTÓRICO;

ORIENTAÇÃO;

PARA DEVOLVERMOS S CURVATURAS "NATURAIS" DO PACIENTE:

a) MASSAGEM NEUROCIRCULATÓRIA NAS COSTAS;

b) TRAÇÃO LOMBAR;

c) MANOBRAS DE DESCOMPRESSÃO LOMBAR (QUANDO NECESSÁRIAS);

d) TRAÇÃO LOMBAR;.

MANOBRAS DE DESCOMPRESSÃO TORÁCICAS E CERVICAIS;

PARA PROBLEMAS LOMBARES, SE FOR NECESSÁRIO - CASOS DE DORES CIÁTICAS- , MASSAGEM NEUROCIRCULATÓRIA OU DRENAGEM  "PROPELI" NO MEMBRO AFETADO, TRAÇÃO LOMBAR,  TRUST  LOMBAR,  FINALIZANDO COM TRAÇÃO LOMBAR;

e) ORIENTAR REPOUSO EM POSIÇÕES ESPECIAIS.

OS SINTOMAS DE ORIGEM NEUROCIRCULATÓRIA QUE PODERÃO ESTAR PRESENTES, PODENDO EVIDENCIAR UM COMPROMETIMENTO DE COLUNA VERTEBRAL SÃO:

Dores de cabeça;

Tonturas;

Náuseas;

Dificuldades para concentração;

Dificuldades para memorizar;

Dores na linha da nuca;

Dores no músculo do "Trapézio";

Dores no ombro;

Dores no braço;

Dores no cotovelo;

"Formigamento" nos dedos das mãos;

Fraqueza nas mãos - dificuldade para segurar objetos;

Dificuldade para fechar as mãos ao acordar - sensação de mão grossa. Estes sintomas podem evidenciar "reumatismo";

Tremores na vista;

Aumenta da salivação;

Dificuldades para respiração profunda;

Arritmias;

Azia;

Gastrite;

Úlcera;

Dores torácicas;

Cólicas menstruais;

Dores lombares;

Dores na região glútea;

Dores na articulação Coxofemoral. - indicativa de possível atividade reumática;  

Dores na coxa;

Dores no joelho;

Câimbras;

Celulite;

Varizes;

Dores no tornozelo;

Dores nos pés;

Esporão no calcâneo.

Obs. Estes são alguns dos sinais ou sintomas que poderão estar presentes em pacientes que tem ADEC. Para a solução "permanente" relacionar os sinais e sintomas com as curvaturas envolvidas, descobrir onde a alteração esta ocorrendo e orientar mudanças. Após estes passos,  passar ao protocolo Apropriado.

    

Veja "Espondiloterapia Descompressão  Vertebral"